INFINITAS POSSIBILIDADES !!

Querid@s,


Neste espaço compartilho as experiencias e impressões do dia a dia, seja dos relacionamentos, da vida, dos sentimentos e das pessoas. Lembranças e esperanças, concretos e abstrações, angustias e alegrias e principalmente a entrega no mundo das possibilidades que permite que celebremos encontros, desencontros, sabores, dissabores, afetos e desafetos, muitas vezes catarseando e outras transloucando.

Nossas possibilidades são infinitas como o amor, profundas como a vida e encantadoras como nós. Nossos pensamentos e reflexões vivem no limiar das experiencias e sucubem no desconhecido, portanto, permitir que vocês percebam as cabriolas do mundo interior ao se identificar com alguns textos ou opor-se a outros, ou ainda plantando uma semente para reflexão acerca de qualquer tema seria minha primeira intenção, porem, despretensiosamente, simplesmente desenharei palavras e às imagens vocês darão as cores, as formas e o destino de cada viagem à subjetividade, cada um criará.

Serão bem vindas as criticas, sugestões e partilhas.

Sera um prazer navegar com vocês!

Sejam bem vind@s! Namastê!


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Bons tempos

A alguns dias recebi um e-mail que trouxe boas lembranças, daquelas que nos traz um sorriso aos lábios e as fotografias de pessoas e momentos que nos são caros. Assim surgiu a vontade de escrever em relação a estas experiências e principalmente sobre as amigas que acompanho a trajetória de vida e que ao longo dos anos fincaram as bandeiras da independência, da segurança, da beleza, do casamento estável ou ainda da busca por um relacionamento que valha a pena! Que amam, trabalham, e acima de tudo são recheadas de valores construídos nestas décadas.

Depois da leitura ficou a sensação que com o tempo, aprendemos a discernir e olhar para o futuro com a certeza de que o que vivemos na nossa adolescência nos dá a solidez necessária para contribuirmos para um mundo melhor, com uma visão de educação de valores e não de números e engessamento de pessoas-produtos com foco apenas no materialismo sufocante tão disseminado que marginaliza nossos anseios de felicidade.

Boas recordações... e a certeza de que realmente conseguimos viver de verdade. Tínhamos tempo para ouvir música, diga-se de passagem, sem os rótulos e livre de todas as letras de baixo calão que somos obrigados a ouvir atualmente, independente do estilo musical.

Mesmo impregnados de tantas lembranças boas que vivemos ainda nos pegamos cantando: “Você, você, você...” música que soa como um mantra com efeito contrário que nos atordoa o dia inteiro, repetindo involuntariamente entre um pensamento e outro. Dentre as letras dos pagodes baianos, temos a Liga da Justiça, que é um ícone da pureza musical da Bahia e que ao menos nos leva às reminiscências dos desenhos animados...

Outrora, nos encontrávamos aos finais de tarde ou à noite e brincávamos de forma gostosa e quase ingênua, comparando às brincadeiras e os encontros dos adolescentes de hoje. Não nos preocupávamos com as baladas de quinta a domingo, pois o encontro com os amigos era muito mais divertido e interessante que essas “baladas” que induzem a beber, fumar e se prostituir de várias formas. Saudades de escrever nos cadernos de recordações e ouvir RPM! Saudades de tentar imitar Michael Jackson e querer ser o Charles do menudo com aqueles cabelos encaracolados... E posso afirmar que eu dançava demaisssss, aprendendo as coreografias junto com os amigos e cantando:  "não se reprima, não se reprima... Vá em frente, entra numa boa. Porque a vida é uma festa. Não controle, não domine, não modere. Tudo isso faz muito mal. Deixe que a mente se relaxe. Faça o que mandar o coração... Por isso canta, dança, grita ô ô ô ô ô ô ô". Eita que coisa boa My God !!!!!!!

Portanto, ao contrário do que pregam, acredito que estamos na idade de ouro a caminho da Melhor Idade realmente. Somos da década de 70 e 80 e trazemos em nós (mesmo que muitos não percebam) a beleza, o romantismo, a inquietação de que ainda dá tempo de darmos o melhor de nós em prol da família e de nossos filhos, na esperança que nossos valores se perpetuem nos descendentes.

Por instantes conseguimos fugir desta crueldade preconceituosa que faz com que as pessoas do nosso tempo perpassem valores para ganharem o equilíbrio financeiro ou ainda não consigam aceitar com naturalidade a lei da evolução que dita e destaca o crescimento das mulheres em todos os âmbitos. Ainda encontramos homens que não consegue aceitar mulheres independentes e inteligentes, que constroem seus próprios caminhos, compartilham responsabilidades e, em muitos casos, assumem o papel de provedora do lar.

Sobre as mulheres da década de 70 e 80? A minha concepção é que estão mais seguras, mais determinadas, porém, um pouco perdidas com tantas responsabilidades... Casa, filhos, trabalho, casamento, ou dedicadas excessivamente ao trabalho e aos estudos. Muitas vezes levam uma vida fragmentada e se distanciam de sua essência, deixam de apreciar a leitura, a boa música, o romantismo e dividem seu tempo principalmente entre os filhos, o trabalho, o estudo e tudo mais passa a ser acessório, inclusive o sexo, o parceiro e os amigos!!!!

Em relação à beleza delas... Hum.... As mulheres mais bonitas são (com exceções, é claro) as que já tiveram filhos, já vivenciaram o casamento, já aprenderam os caminhos da boa convivência, como diz Augusto Cury, "Mulheres inteligentes mantém relações saudáveis" e se apaixonaram pelos Menudos, sofreram a influência da serie Vagalumes, dançavam a lambada do Sidney Magal acreditando que era o máximo da sensualidade feminina, tinha uma coleção de papéis e carta, adora as melissinhas e no intervalo da escola brincavam de "caiu no poço". Elas, na maioria dos casos, têm gordurinhas localizadas, algumas estrias e fogem do padrão de beleza que correm aos quatro cantos.

Enfim, mulher bonita é aquela que se ama como é! Que são divertidas, alegres e bem humoradas, determinadas e atenciosas. São aquelas que se vestem de forma sensual sem se tornar brega. As que mesmo com as decepções acreditam que amar é possível e que pessoas são diferentes, que os ciclos existem e com isso amadurecem e compreendem que "Amar pode dar certo".

Portanto, parabéns a todas as mulheres, as minhas amigas: Dina, Ray, Fabi, Marluce, Laís, Mara, Ceiça, Karin, Mazé, Lennyk, Rosangela, Dora, Jana, Alê, Adriana, Nancy, Giselle, Cida, dentre tantas outras queridas amigas dos bons tempos!

Que a FELICIDADE bata a porta de vocês todos os dias, se manifestando através de muitas formas, pessoas, cores, recordações e principalmente na certeza que cada uma de vocês tem um brilho que só aparecerá no universo uma única vez. Bjs no coração !

Namastê!



*Este texto foi inspirado após ter lido o e-mail abaixo que circulou nestes últimos meses na internet com o título de Só pra lembrar o quanto foi bom, com autor desconhecido.



SÓ PRA LEMBRAR O QUANTO FOI BOM...



SE:
1 - Fez curso de datilografia?

2- Odiava ou adorava as provas com cheiro de álcool, recém copiadas no mimeógrafo(usando papel estêncil)?

3- Não ia para a escola no dia do seu aniversário com medo de levar um ovo ou vários na cabeça?

4- Aumentava o rádio quando tocava Barão vermelho,Engenheiros do Havaí, Paralamas e RPM?

5- Usava caneta de 10 cores com cheiro?

6- Viu a Gretchen cantar Conga La Conga, o Ritchie cantar Menina Veneno?

7- Jogava Enduro e River Raid no Atari? E Master System?

8- Tentou fazer o break do Michael Jackson?

9- Brincava de "Estátua", "Batata-quente", "Queimada", "Pega-pega", "Pique-esconde", "Estrela Nova Cela", "Forca", "Cabra-cega", "Passa Anel", "Boca de Forno", Amarelinha", "Casamento Atrás da Porta" e "STOP" (Uésssstopê!!!)?

10- Tinha Melissinha, botas sete léguas, catina, conga, kichute??? E sabia que o Tênis Montreal era o único anti-micróbio?

11- Comia "Lollo", antes de se chamar "Milkbar"?

12- Colecionava papel de carta?

13- Usou aquelas pulseirinhas de linha ou lã?

14 -E pulava elástico?

15- Usava aquelas chuquinhas de pano da Pakalolo?

16- Dançava lambada do Sidney Magal ou do Beto Barbosa? Ou corria pra dançar quando escutava a música "Chorando se foi, quem um dia só me fez choraaaar..."?

17- Usou aqueles brilhos labiais que o pote tinha forma de morango? Ou aqueles brilhos tipo da Moranguinho?

18- Ploc Gigante? Chupava bala Soft? Bebia Crush? Comia bala Xaxá?

19 - Comprava Dip Lik, Mini-Chiclets e o pirulito que vinha com hélice,pra girar e voar (pirocóptero)?

20 - Teve o Pequeno Pônei, as Chuquinhas, Ursinhos Carinhosos, Peposo ou a Peposa?

21- Tinha os estojos com vários botões, com cola,durex,apontador... (o famoso estojo paraguaio).

22- Tinha aqueles relógios que vinham com várias pulseiras de cores diferentes para trocar? (Champion)

23- Leu a Série Vaga Lume?

24- Tinha aquela régua que ao bater no braço se enroscava como uma pulseira, a Bate-Enrola?

25- Usava aqueles brincos que vinham na cartela e se colava na orelha?

26- Tinha a mania de dançar Jazz, igual a mulher do Flash dance?

27- Usou polainas e tinha patins de prender nos tênis?

28- Colecionava as mini garrafas de refrigerantes??? E a mãe dizia que tinha veneno dentro para que a gente não bebesse...

E os ioios da Coca-Cola?

29- Respondia aos Questionários das colegas??? Normalmente, em um caderno, e a última pergunta era... De quem vc gosta? Ou...Deixa uma mensagem para a dona do caderno...

30- Teve walkman AM/FM amarelo à prova d'água?

31 - Tem algum CD do Biafra? (Essa aí é dose)

32 - Usava biquínis "asa delta"?

Se vc se lembra de alguma dessas coisas...


"VOCÊ ESTÁ FICANDO VELHO", HEIN??? E ISSO EH BOM DEMAIS

VOCÊ QUE FEZ PARTE DA GERAÇÃO ANOS 70, 80 e 90, NÃO DEIXE QUE NOSSAS LEMBRANÇAS SEJAM ESQUECIDAS!!!"

REPASSE AOS SEUS AMIGOS (QUE TBM ESTÃO FICANDO MELHORES) E DEIXE QUE ELES TAMBÉM VOLTEM AO PASSADO E SE DIVIRTAM!!!

4 comentários:

  1. É muito bom lembrar de uma época em que brincar na rua era a coisa mais comum e normal. Como as coisas mudaram. O horário certo de ir para casa era somente depois de ouvir mainha chamar : Ta na hora de entrar. Não por motivos como o toque de acolher (criado pelo crescimento da criminalidade entre crianças e adolescentes), mas por preocupação do horário em acordar cedo no outro dia. Ficar ate tarde na rua brincando de: caiu no poço, garrafão, chuta lata, baleado ( adorava ), sete pedras, elástico ( ono um ), capitão, enfim, era a coisa mais normal do mundo. Infelizmente , as coisas mudaram, os valores são outros,relação pai e filho mudou, a relação entre amigos também mudou, hoje, com toda essa tecnologia e facilidade de entretenimento sem a necessidade de levantar da cadeira, vejo sedentários crianças passando muito tempo na frente do computador.Isso é bem presente em minha casa com Yan, e me preoculpo demais com isso, porém, o que é mais seguro, deixar ele brincando na rua, ou em casa na frente de um computador? O que acho corrreto é ditar horarios, pra amenizar os prejuizos.
    Vale ressaltar, que muito do que sou hoje, é reflexo do que fui um dia, do que vivi, do que aprendi. E viveria tudo novamente. Devo a esse tempo, a facilidade de encarar minhas dificuldades ( sempre de cabeça erguida), ter jogo de cintura pra lidar com a correria do dia a dia, onde estao envolvidos,chefe, clientes, e parceiros, e ainda conciliar vida profissional, com a tarefa de ser filha, ser mae ( e mae de adolescente ), e acima de tudo ser mulher, afff deveriamos ser mais reconhecidas. Vejo, que a mulher de hj é certamente mais independente e bem resolvida. Pode trabalhar, ir às academias, usar cremes e ácidos rejuvenescedores, não abdicar da vida sexual e da realização afetiva, ser mãe, e faz tudo isso com muita competência. Diante de tudo que foi exposto, é sabido que entender e acompanhar a mulher contemporanea é para poucos.

    Cida Dantas

    ResponderExcluir
  2. Nossa como tudo isso é engraçado e real!Fantástico, maravilhoso... Uma preciosidade. É muito bom saber tabmém o quanto eu amadureci. Mesmo.Bom o que foi, foi. E não há nada que eu nem ninguém possa fazer para alterar o passado. A única coisa que podemos é mudar o futuro, mas, mesmo ele é indizível... Há coisas que simplesmente precisam acontecer.

    ResponderExcluir
  3. Bons tempos!! Neste momento regressei e me divirto com tudo isso...
    Se o tempo pudesse voltar, quantas coisas ainda poderíamos fazer!

    ResponderExcluir
  4. Muito engraçado! Lembro-me um pouco dessa época, afinal, nos anos 80 eu ainda estava muito criança...Mas as lembranças que tenho são inesquecíveis!

    ResponderExcluir

Postagens

Ocorreu um erro neste gadget